Um roteiro para Berna - Parte 1

Eu já tinha começado a rascunhar esse post há muito tempo, mas acabou esquecido no meio do caminho. Mas aí uns tempos atrás a Alê chegou aqui no blog atrás de informações, e eu percebi que estava comendo bola. Mas ok, antes tarde do que nunca - e alias, se o post estivesse no ar, talvez eu não tivesse trocado uns emails com a Ale, e não teríamos nos conhecido aqui em Berna e olha, que desperdício teria sido hahaha.. 

Eu tenho recebido muitas visitas por aqui, e tem um roteirinho meio básico que adoro fazer com elas. Berna é uma cidade pequena, e os highlits cidade você consegue ver com calma num dia. Então vou colocar aqui nessa primeira parte o roteiro básico e depois numa parte dois vou dar umas dicas extras para quem tem mais tempo na cidade :)

* * *
Gosto de começar o passeio no Rosengarten, um jardim bem lindo que fica no alto de uma colina. No século XIX o local era um cemitério, e aí, né, no wonder porque o solo é tão fértil, rs. Eles tem centenas de rosas, de várias espécies e cores, um espelho d'água com aquelas folhas imensas, tipo vitória régia (eu não sei nome de planta, gente, perdoem). Lá tem também um café bem gostoso, parquinho para crianças, uma biblioteca, o povo faz muito picnic, se encontra pra papear, mas a principal atração do Rosengartem: a vista. A vista da cidade velha é matadora em qualquer época do ano. É linda, e eu não me canso dela.
A vista no outono...
...e no no inverno
Para chegar no Rosengarten é super fácil: só pegar o ônibus 10 que passa na frente da Bahnhof e descer na parada com o nome do parque. 

De lá é possível descer a pé, numa caminhadinha de 5 minutos com a vista da cidade até o Bärengraben, também conhecido como Parque dos Ursos. Há séculos o urso é o símbolo de Berna (e inclusive dizem que o nome da cidade vem da palavra urso em alemão, Bär), e um antigo rei aparentemente tinha por costume manter uns ursos em cativeiro. E aí que a cidade mantém a "tradição", e no Bärengraben há uma família de ursos morando num parque na beira do rio. São 3 ursos: Finn, Björn e Ursina, que hibernam entre outubro e março, e nadam, brincam na grama e tomam sol nos meses mais quentes. Eu não gosto de animal em cativeiro, morro de dó dos ursinhos, confesso que gosto de vê-los mas preferia que eles não estivessem ali. 


No mesmo espaço do Parque dos Ursos há o AltesTramdepot, um restaurante/cervejaria que eu recomendo. Fabricam a própria cerveja, tem uma vista linda do terraço e um cardápio com preços OK considerando os padrões suíços. Se você estiver por ali na hora do almoço ou jantar, recomendo aproveitar e sentar. Se não estiver, vale a pena voltar depois. 

Seguindo dali, você atravessa a ponte (e observa a cor maravilhosa do Aare) e segue reto andando pela Kramgasse - seja bem vindo à cidade velha. A Kramgasse é o eixo central da cidade erguida há muitos séculos atrás, fundada mais precisamente em 1191. O centro todo é tombado como Patrimônio Histórico pela Unesco, e lá você vê porque: são prédios característicos com arcadas no térreo, fontes atrás de de fontes, sacadas enfeitadas com ouro. Hoje em dia esses prédios são comércios, mas também apartamentos e órgãos administrativos. Dá pra se perder por ali por horas, entrando nas lojinhas fofinhas de roupas, de produtos suíços, e nos bares que tomam os cellars da cidade. É ali também que Einstein morava quando desenvolveu a teoria da relatividade. E possível visitar seu apartamento, mas dizem que não é muito interessante. Embaixo da sua casa há o Café Einstein, bem gostosinho para dar uma esquentada no meio da caminhada de inverno. 
Kramgasse, essa linda
Uma das paralelas da Kramgasse é a Rathausgasse, rua onde fica a Rathaus (popularmente conhecida como prefeitura rs). O prédio é histórico, bem bonito, e de frente para uma igreja igualmente bonita. Se você der sorte periga ver uma noiva fazendo fotos ali. E logo em frente tem o Café Volver, um dos meus bares favoritos na cidade. A paralela do outro lado da Kramgasse é a Munstergasse, ou seja, a rua da Munster (ou Catedral). Berna é um Cantão Protestando, e por isso a Catedral aqui é Protestante, claro. Bem gótica e cheia das coisas por fora, e bem simples por dentro. É possível subir os degraus até a torre, mas eu nunca fiz. O que gosto mesmo é da Munsterplatform, um parque nos fundos da igreja, com uma vista bem bonita do rio, do Matte (o bairro baixo) e de uma das grandes pontes da cidade. 
A Munster e os telhadinhos de Berna
O Matte visto da Munsterplatform
Retornamos à Kramgasse e cruzamos o Zyttlogge, o relógio da cidade. O relógio fica numa torre que já funcionou como presídio, e tem horóscopo, calendário, e uns bonequinhos que saem pra fora e fazem uma gracinha. Eu não vejo nada demais nos bonequinhos, e todos os dias vejo vários turistas esperando os bonequinhos e depois saindo com cara de decepção hahaha.. Mas o relógio é bem lindo. Dali seguimos adiante na continuação da rua, que agora chama-se Marktgasse, a rua cheia de lojas grandes, como H&M, C&A, Globus, Massimo Dutti, etc. Andamos até a Bärenplatz, de onde você dá de cara com o Parlamento, o maior prédio da Suíça. 
Jogos na Bärenplatz

E o majestoso Parlamento
O Parlamento é um prédio bem suntuoso - e ele pode ser visitado internamente com agendamento prévio. Eu nunca passei da recepção, rs. Mas além de olha-lo por fora, gosto muito de ir até o terraço que tem nos fundos, de onde novamente se tem uma vista belíssima do rio, e se o dia tiver bem claro, é o hotspot pra dar de cara com os Alpes. Eu babo. 
Oi montanhas <3
Ao fim desse roteiro, você pode dizer que ticou os principais pontos turísticos de Berna. Mas honestamente, minha cidade é linda e tem muito mais pra oferecer, tá? E por isso mesmo que vai ter parte dois por aqui sim. 

8 comentários:

  1. Ai que passeio show pra fazer por Berna, cidadezinhas medievais tem um charme impossivel de ganhar.
    Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Berna é bem linda, sempre fico besta com minha cidade hahaha

      Excluir
  2. Adorei ''passear' por Berna com esse teu post, Gabi! Surgindo uma oportunidade de colocar Berna no roteiro, não tem outra pessoa que vou procurar dicas, já se prepara! hahaha
    Gracinha de cidade e acho que meu lugar favorito seria o Rosengarten por motivos de: vistas! <3
    E que demais que você encontrou com a Alê, preciso desvirtualizar essa mulher urgente! hahaha
    E tb fico super com dó dos ursineos :( e bem cliche colocar o nome de um de Bjorn hahaha xD
    Mas adorei saber o porque da origem do nome da cidade.
    Já quero a parte dois!
    Beijos, Gabi :*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Foi muito legal encontrar a Ale... fui lá achando que ia passar um tempinho e voltar pra casa, e pá, acabei passando quase o dia inteiro com ela, de tão agradável a companhia :)
      Inclui Berna no seu roteiro sim, não vai se arrepender! Beijos

      Excluir
  3. Gabi, adorei esse roteirinho porque você já fez o trabalho todo, rs! Brincadeiras à parte, essa cidade é linda mesmo - vistas, arquitetura, parques, prédios imponentes... mal posso esperar pra conhecer, tomar um cafézinho, e tirar muitas fotos por aí. Outubro tá chegando! :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mês que veeeem hahaha.. A paisagem já vai estar bem diferente de agora, com as cores lindas do outono. Você vai gostar, tenho certeza :)

      Excluir
  4. eu sei que a suiça é linda demais mesmo sem filtro. mas sou muito apx por tuas fotos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. <3 Obrigada pelo carinho, Ana. Eu estou há anos luz desse pessoal que tira fotos quase profissionais, mas to tentando hahaha. Beijos!

      Excluir

Follow @ Instagram

Back to Top